“Por que estaremos nós aqui sentados até morrermos?”. 2 Reis 7:3

Caro leitor, este pequeno livro foi destinado principalmente à edificação dos crentes, mas, se você ainda não está salvo, nosso coração deseja vivamente que esteja: de bom grado, lhe transmitiríamos uma palavra que pudesse ser uma real benção para si. Abra sua Bíblia e leia a história dos leprosos, atentando para a condição deles, que deve ser bem parecida com a sua. Se permanecer onde está, deverá perecer; se for a Jesus, apenas morre. “Quem não arrisca, não petisca”, diz o velho provérbio e no seu caso nada tem a perder. Se você se sentar quieto em seu desespero sombrio, ninguém poderá apiedar-se de si quando chegar toda a sua ruína; mas, caso morra por causa da busca dessa mesma misericórdia, se tal coisa fosse possível de acontecer mesmo, será sem qualquer sombra de dúvida objeto de toda a simpatia do universo inteiro. Ninguém que se recuse olhar para Jesus terá porque escapar; mas caso você saiba que alguns que creem nele são salvos, se alguns conhecidos seus até receberam misericórdia, então, por que não você também? Os ninivitas disseram: “Quem sabe?” terá necessariamente de agir sob essa mesma esperança
para poder provar a misericórdia do Senhor. Perecer é tão horrível que, caso houvesse ao menos algo a que se agarrar, o instinto de autopreservação certamente levá-lo-ia a estender a sua mão de imediato. Havendo falado consigo com base na sua própria descrença, asseguramos-lhe, como se fossemos o próprio Senhor, que, se buscá-Lo, Ele será achado por si. Jesus não lança fora qualquer um que a Ele venha. Você não perecerá se confiar n’Ele apenas; pelo contrário, encontrará um tesouro muito seu, muito mais valioso do que aquele que aqueles pobres leprosos recolheram no acampamento abandonado pelos sírios. Tenha tão só o Espírito Santo como encorajá-lo a ir ter com Ele logo duma vez. Sua confiança n’Ele nunca será em vão. Quando enfim estiver salvo, anuncie a boa-nova a outros também. Não se retenha em paz; proclame primeiro na casa do Rei e depois trate de se unir a eles em camaradagem sã; permita que o porteiro da cidade e o ministro, sejam informados de tudo aquilo que descobriu e proclame então a
boa-nova por todo o lugar. Que o Senhor o salve antes que o Sol se ponha hoje.